Receba Novidades

 
Nome
E-mail

translate

Caracterização e Classificação do Índice de Consistências de Rocha

29/05/2017 - Artigos
Caracterização e Classificação do Índice de Consistências de Rocha
A caracterização da consistência das rochas baseia-se usualmente nas tabelas de Guidicini et.al. (1972), ABGE (1983) e Brown (1981), indicadas pela ISRM e que são importantes referências para caracterização geomecânica, apontando testes expeditos de campo para obtenção do índice de consistência empírico, correlacionável a faixas de valores de resistência à compressão simples da rocha intacta.
 
Para a avaliação expedita são usados testes simples com equipamentos como martelo e canivete. Uma vez que alguns testes são mais sensíveis para obtenção do índice de consistência, a BVP Engenharia fez uma adaptação na tabela de resistência de Brown (1981), definindo um índice de “qualidade de resposta” ao método aplicado, para auxílio às avaliações de campo. Por exemplo, o teste do martelo tem melhor resposta para rochas medianamente resistentes (R3) a extremamente resistentes (R6), em relação aos demais testes, sendo representado na tabela na cor vermelha, como de alta qualidade de resposta ou “alto índice de reação ao método”. Outra adaptação realizada pela BVP está relacionada à subdivisão das faixas de resistência inferiores R1 (C1+ e C1-) e R2 (C2+ e C2-), para melhor representar as rochas brandas. Como pode ser visto na tabela apresentada, os testes de pressão dos dedos, risco com a unha e raspagem da lâmina do canivete na borda da amostra apontam para um “alto índice de reação ao método” nas unidades muito brandas inferiores (C1-) e superiores (C1+) ao passo que para as rochas brandas (C2-) e pouco resistentes (C2+) esses testes deixam de ser expressivos e são substituídos pelos testes com o canivete, seja a raspagem da lâmina ou a queda da sua ponta.
 
A resistência propriamente dita é obtida dos ensaios geotécnicos de laboratório, no entanto, uma boa classificação de campo, como as que têm sido utilizadas pela BVP Engenharia, permitem uma ideia preliminar do maciço, auxiliando também na avaliação crítica dos resultados obtidos nos testes de laboratório.